NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA

sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

King Crimson : confirmados no Rock In Rio 2019


Pois é meus amigos, quando achávamos que as atrações do próximo Rock In Rio (daqui alguns meses) já estavam fechadas, eis que surge mais um grande nome.

Os britânicos do King Crimson, uma das maiores referências no Rock Progressivo mundial, irá desembarcar por aqui e de cara, já fazer parte do evento.

O músico Robert Fripp (líder da banda) já havia mencionado a possibilidade de tocar pela América do Sul recentemente, e apesar do anúncio feito, ainda não se sabe data ou qual palco os músicos se apresentarão.


Roadie Metal convoca bandas do país para criação de coletâneas digitais de cada estado do país nas principais plataformas de Streaming


Nota :
 
Roadie Metal é uma das maiores referências em divulgação do Rock/Metal nacional, isso é algo que muitos já sabem e após lançar 11 coletâneas físicas e 02 DVDs físicos envolvendo mais de 300 bandas e com distribuição em vários países e divulgado em sites, rádios, revistas e público, informa que agora suas coletâneas serão criadas em um novo formado e com foco regional.

Atualmente a Roadie Metal, em parceria e contratada pela distribuidora CD Baby, vem disponibilizando inúmeros álbuns de grandes bandas em mais de 50 plataformas digitais em todo o mundo. Os serviços oferecidos dessa parceria incluem os materiais sendo liberados no Spotify, Deezer, ITunes, Google Play, Tidal, Music.Amazon, Amazon, Shazaam, Napster e várias outras.

Pensando nisso, elaboramos uma ideia que visa selecionar bandas de cada estado e disponibilizar coletâneas em todas essas plataformas em formatos regionais, ou seja, uma coletânea com bandas de São Paulo, outra com bandas do Rio de Janeiro, Paraná, Goiás, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Ceará, Bahia e por ai vai. Quem sabe não consigamos fazer 27 coletâneas com a representatividade de 27 estados?

Esse material terá a divulgação e distribuição feitas pela Roadie Metal, onde vincularemos seu conteúdo diretamente ao seu trabalho já disponibilizado nas plataformas de Streaming e direcionando o fã ao seu canal, visando sempre, engrandecer sua marca e seu trabalho. E caso você ainda não possua material nas plataformas, teremos a honra de disponibilizar ele para você!!

Informamos que para o Estado de Goiás, já fechamos e selecionamos 15 bandas que darão o Start nessa nova linha de produção da Roadie Metal, A Voz do Rock e selo digital.

Para mandar seu material, solicitamos que siga os simples processos listados abaixo.

01 – Enviar a música que gostaria que fosse inclusa na coletânea
02 – Enviar link da página oficial da banda
03 – Informar no assunto do e-mail “ Coletânea Digital – “Nome do seu estado) EX: Coletânea Digital – São Paulo
04 – Enviar número de Whatzap
05 – Release e foto da banda
Enviar seu material para gleison@roadie-metal.com

Conheça nossos canais:
Site oficial: http://roadie-metal.com
Roadie Metal Assessoria: http://roadie-metal.com/press

Agony Voices: faixa “Nocturnal Minds” é disponibilizada para audição completa no YouTube


Nota :

O Agony Voices liberou mais uma faixa do álbum “Mankind’s Glory” em seu canal oficial no YouTube, para que seu público possa ter a oportunidade de consumir as músicas individualmente e de acordo com sua preferência.

Dessa vez, a faixa escolhida foi “Nocturnal Minds”, segunda música de “Mankind’s Glory e uma das mais importantes dentro de todo o processo construtivo do álbum. A faixa em questão, é considerada como o pontapé inicial do Agony Voices na reformulação em seu processo de criação e em como a banda fugiu de uma rotina para compor, que ficou caracterizado no álbum anterior “The Sin”.

Naturalmente com a maturidade e entrosamento entre os músicos da banda, esse novo processo de criações e composições, foram fundamentais para um evolução natural entre instrumental, vocalizações e a inclusão de elementos mais progressivos nos arranjos harmônicos propostos pela Agony Voices.

A letra de “Nocturnal Minds” apresenta os sentimentos de medo sobre a morte e o desejo infindavel de nos mantermos em vida nessa plano.
O vocalista Jonathan Feltz elucida isso nas palavras abaixo: Estamos vivendo num mundo onde a morte tornou-se um meio de vida, e todos os dias esperamos por ela.Não pedimos para nascer e a nossa única certeza em vida é a morte , a agonia acaba quando deixamos de existir. Pra que tanto cuidado? Numa noite de raios podemos ser atingidos como alvos
Será destino”!

Confira “Nocturnal Minds”:

Agony Voices é formado por:
Jonathan – Vocal
Barasko – Guitarra
Silvia – Guitarra
Luiz – Bateria
Valda – Baixo

Mais informações:

Festival Garotas à Frente tem Pussy Riot como atração principal

Nota :

Coletivo russo anti-Putin traz a São Paulo mistura subversiva de arte ativista e música

Em fevereiro de 2012, cinco mulheres entraram com instrumentos e amplificadores na Catedral de Cristo Salvador, centro de Moscou, e fizeram uma oração punk, com a música “Virgem Maria, Tire o Putin do Poder”. Elas tocaram e cantaram por exatos 48 segundos, antes de serem arrastadas para fora e mandadas embora. Na mesma noite, subiram o video da performance no Youtube, sob o nome Pussy Riot, e em poucas horas se tornaram inimigas número 1 da Igreja e do Estado. Foram presas, julgadas e condenadas a dois anos de prisão por baderna e incitação ao ódio religioso. Mas também chamaram a atenção da mídia mundial, sendo alçadas ao status de maior grupo de arte performática da Rússia.

O coletivo, que se denomina “ativista digital”, foi formado em agosto de 2011, em Moscou, e vem pela primeira a São Paulo no dia 20 de abril como headliner do festival Garotas à Frente, que conta também com apresentações de bandas nacionais, como a Sapataria, além de exposição de artes e workshops do Girls Rock Camp Brasil.

Na ocasião também será lançado o livro homônimo(Garotas à Frente), de Sarah Marcus, que conta a história do movimento Riot Grrrl nos Estados Unidos.

As Pussy Riot que foram presas em 2012 e soltas em 2014 não têm o hábito de se apresentarem juntas. Nessa turnê sulamericana, quem vem é Nadya Tolokonnikova, ao lado de outros membros do coletivo. Segundo Nadya, o show conta com performances audiovisuais novas dedicadas a temas políticos, como a não quebra de patentes pela indústria farmacêutica e outros mundanos, como caspa. “Nossa ideia é tentar imaginar como o punk irá soar e parecer em 2028, tempos de resistência digital, levante contra a disparidade financeira e movimentos de massa para salvar o planeta”.

Sobre os temas de suas músicas, a banda soltou uma nota oficial que dizia “Ficamos meio confusos com o fato de que a maioria das músicas hoje são sobre festas e romance, enquanto só algumas poucas são dedicadas a temas importantes como a) mudança climática b) controle das armas c) prisão de ativistas políticos d) desigualdade estrutural e) sexismo f) policiais assassinos, brutalidade e abuso de poder adotadas por instituições públicas diariamente g) necessidade urgente de acesso para todos a boa educação e bons médicos e hospitais.”

SERVIÇO 
Pussy Riot no festival Garotas à Frente 
Evento: https://www.facebook.com/events/285488125446518/ 
Data: 20 de abril de 2019 
Horário: a partir das 16 horas 
Local: Fabrique Club 
Endereço, Rua Barra Funda, 1071 (Barra Funda - SP) 
Ingressos online: R$ 80,00 (1º lote - promocional e estudante), R$ 100,00 (2º lote - promocional e estudante) 
https://pixelticket.com.br/eventos/3119/festival-garotas-a-frente-pussy-riot 
Censura: 12 anos

Mais sobre o Pussy Riot (inglês) 
http://www.twitter.com/pussyrrriot (Twitter do coletivo) 
http://www.instagram.com/nadyariot (Instagram de Nadya) 
https://www.facebook.com/wearepussyriot/ (Página do coletivo no Facebook) 
https://www.youtube.com/wearepussyriot (Canal do coletivo no Youtube) 
http://www.zona.media/ (Mediazona)

Mais performances do Pussy Riot (em inglês) 
Policeman Enters The Game (intervenção na Copa do Mundo). Clique aqui
Vídeo Track about Good Cop: https://www.youtube.com/watch?v=q1v7u1GacSU 
Chaika, apelo ao Governo Russo para demitir o general e promotor corrupto Yury Chaika: https://www.youtube.com/watch?v=VakUHHUSdf8 
Make America Great Again (Tentativa de evitar a eleição de D. Trump): https://www.youtube.com/watch?v=s-bKFo30o2o 
Police State (chamado aos ativistas que lutam contra a brutalidade policial): https://www.youtube.com/watch?v=oaZl12Z5P7g

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

   

 

©2019 Tedesco Comunicação & Mídia | Assessoria de imprensa

One Thousand Dead: Se apresenta dia 26 de janeiro em Penápolis


Nota :

Com apoio e incentivo da prefeitura de Penápolis, o festival “Plis Rock” anuncia oficialmente o line completo das bandas que irão se apresentar dia 26 de janeiro na cidade com entrada gratuita ao público.

Ao todo serão oito bandas se apresentando com destaque para o Thrash Metal rasgado e visceral do One Thousand Dead da cidade de Agudos/SP.
O grupo irá aproveitar essa oportunidade para apresentar ao público presente algumas das novas músicas que estão sendo gravadas e estarão presentes no primeiro full que tem previsão para ser lançado em 2019.

O evento terá a mescla de bandas autoriais e covers, sendo completado o line com as apresentações das bandas Adios Bizarro (Ramones Tributo), Banda B, Burn Out, Czar Fuck, Canal 3 (Charlie Brown Jr tributo), Sixpace e Dark Synthesis.

O “Plis Rock” terá início as 15h00 com promoções de três cervejas, ou três espetinhos de carne por R$10,00. A realização será feita no “Céu Dss Artes” localizado na Rua: Manoel Foz, 515, Vila Aparecida em Penápolis/SP. Se for da região, não deixe de prestigiar esse grande festival que surge na cidade.

Serviço:
Evento: Plis Rock
Data: 26 de janeiro 2019
Atrações: One Thousand Dead, Adios Bizarro (Ramones Tributo), Banda B, Burn Out, Czar Fuck, Canal 3 ( Charlie Brown Jr tributo), Sixpace e Dark Synthesis.
Local: Céu Dss Artes
Endereço: R: Manoel Foz, 515, Vila Aparecida, Penápolis/SP
Horário: 15h00
Entrada: Gratuita
Mais informações:

Rock Vibrations Recomenda : Drop Inside


Natural de Caxias do Sul, a banda Drop Inside carrega a bandeira do HC (hardcore), com letras bacanas, sonoridade acessível e produção ótima.
O E.P. "A Arte de Recomeçar" (2018) salienta o melhor do estilo com sua temática envolvendo questões do dia a dia, além de reflexões, e claro, sonoridade muito boa, com ótimas influências nacionais e também internacionais em suas nuances.

A canção "Sem Respostas" é um exemplo de single, ótima dinâmica, tons melódicos na medida...
As demais faixas (5 no total), salientam bastante qualidade, deixando o ouvinte querendo um álbum completo.

Recomendo que ouça o trabalho desses caras e por favor, compartilhe, afinal, estamos diante de outro ótimo som, feito por pessoas que merecem o reconhecimento, além de você ajudar a cena se movimentar com novos nomes bons.



Confira via Spotify o E.P. :

O vídeo para a canção "Sem Respostas" você pode conferir abaixo :
https://youtu.be/55ICOC-2SG8



A nossa indicação está ligada à parceria que temos com a plataforma do BandNest, que possui inúmeras bandas inseridas (dentre as quais, a Overfuzz), e que além de ajudá-las, também premia ouvintes, sendo uma troca muito justa entre público e cliente.

Acesse o BandNest através da Page do Facebook e conheça suas funcionalidades, e se torne seguidor da plataforma :
https://www.facebook.com/bandnest

Rock Vibrations Recomenda : Blowmind


Através de um email que recebi da própria banda, acabei por conhecer o ótimo som que executam, sim, mais uma ótima banda figurando por aqui.

O "Blowmind" é natural da França, e executa seu som beirando ao que conhecemos por "Rock Alternativo" desde 2009, transitando por nuances conhecidas e que certamente irão te agradar.


Consigo identificar influências diversas (como por exemplo nos vocais, que lembram algo que vai de Myles Kennedy à Alex Turner do Arctic Monkeys), mas claro, podemos perceber muita competência em sua forma de compor, sem precisar necessariamente de suas influências, pois também possuem personalidade.

O álbum "Rebirth" (lançado em 2018), demonstra não só um ótimo som, mas também uma banda entrosada, que consegue fazer de suas canções, verdadeiros singles imediatos.
Ouça por exemplo a faixa de abertura, "Painbody" e se surpreenda com seu refrão "pegajoso", ou mesmo a faixa seguinte, "King For A Line", que mantém o ouvinte em uma "viagem sonora" muito bem feita (sendo minha canção favorita de todo o registro).

Outras canções como "The Fall", "The Way You Do" e "Bulldozer" (pesadas e cheias de riffs ótimos), "R.A.P.O." (com a "veia" atual do alternativo), e "Stroke" (intensa, cheia de energia) farão você aumentar o volume e curtir bastante.


Este é mais um álbum que recomendo sua total audição, não perca nenhuma faixa, e se possível, recomende o trabalho desses franceses, pois certamente poderão figurar entre ótimos nomes da atualidade.

Eles irão lançar (provavelmente este ano) o material em mídia física e ainda, o primeiro videoclipe.


Ouça o álbum via YouTube :


(Lembrando que o álbum também está disponível nas demais plataformas digitais)



Proxima  → Página inicial

ROCK VIBRATIONS NO FACEBOOK!

VISITAS

MAIS LIDAS DA SEMANA!